INTOLERÂNCIA X ALERGIA

Olá minhas queridas… tudo certo com todas???

Então, para essa semana decidi conversar com vocês um pouquinho sobre o leite e seus derivados. Pois bem, muitas pessoas não sabem a diferença de dois quadros clínicos diferentes, mas que aparecem com muita frequência nos consultórios.

A intolerância ao leite e seus derivados está relacionada com a falta ou diminuição de uma enzima conhecida como lactase, ou seja, essa enzima é responsável pela digestão do açúcar dele, a lactose. Na sua falta, a digestão fica prejudicada e o tratamento é sim a exclusão desses alimentos. Muitas vezes me deparo no consultório com melhorias enormes após a eliminação por um período desse componente. Percebi até que muitos pacientes voltaram a consumir o leite e seus derivados após a diminuição do consumo.

Já a alergia ao leite e seus derivados está relacionada não com o açúcar (carboidrato) do leite e sim pela parte proteica dele. Existe uma proteína muito pequena, a qual chamamos de betalactoglobulina, que o nosso organismo não consegue digerir. Diferente da intolerância, não aparecem os sintomas devido a falta ou diminuição de enzimas, pois nenhum ser humano consegue digerir essa proteína. Os sintomas aparecem devido o excesso dela no organismo, que ativa o sistema imunológico e provoca sintomas como rinites, bronquites, asma, espirros sem explicação, inchaço entre outros.

O tratamento? Para ambas seria a diminuição de leite e derivados. E atenção, não precisa se preocupar com o cálcio, até porque para haver fixação dele no osso é super importante a presença de outros nutrientes, como magnésio, zinco, vitamina D… o que no leite as quantidades desses itens são muito pequenas, dificultando a sua absorção. Para o consumo de cálcio aposte em vegetais verde escuros como brócolis, a couve mineira. Frutas variadas também irão enriquecer o cardápio com esse nutriente.

Sugestão? Aposte em extratos de quinoa, soja, aveia e arroz. São vulgarmente chamados de leite e são encontrados em inúmeros pontos de venda de produtos naturais. Eles servem como ótimos substitutos ao leite e derivados. Mas atenção para não consumir somente 1 tipo de extrato e diariamente. Lembre de variar sempre e dar intervalos de 2 a 3 dias entre cada extrato para não acabar consumindo sempre o mesmo, ok.

Gatas, espero que curtam as dicas e lembrem, rinites são sim tratadas também através da alimentação e como ando percebendo um aumento tremendo em pessoas com alergia ao leite e seus derivados, vale a pena investir na substituição para o quadro clínico não piorar.

Beijocas a todas e bom restinho de semana!!!

Até o próximo post…

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags: , .

One Comment

  1. Posted 26/01/2012 at 4:28 PM | Permalink

    Que post mais corpo a corpo! hahaha adorei lindas!
    A proposito, estou de volta em novo endereço! =))))
    beijoooos

    http://melnomundodamoda.com.br
    @melmundodamoda

    [RESPONDER]

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Acesse a loja Amomuito.com

  • @jaquenasgueweitz

    Instagram API did not respond.
  • @graquiarelli

    Instagram API did not respond.