“CABELO, CABELEIRA, CABELUDA, DESCABELADA”

Amores, tudo bem com vocês??? Então, a pedidos, hoje o post é sobre cabelo…

…e ele é tudo, correto?! E faz aquela diferença… Passamos horas moldando, penteando, inventando… mas adoramos…

Pois bem, mas tem coisa pior que cabelo que cai…

Ontem à noite, ao lavar meu cabelo me assustei com a quantidade de cabelo que caiu. Já venho percebendo esse probleminha, mas brasileiro precisa mesmo de uma “chicotada” para se coçar a fazer algo. E agora??? Sabe aquele velho ditado que diz: “Casa de ferreiro, espeto de pau!”. Então, tentei entender o que estava causando isso tudo e cheguei a conclusão de que a culpa toda está no tratamento que ando dando ao meu intestino.
O intestino vocês sabem bem, é um órgão que tem um comprimento enorme e é responsável pela absorção dos nutrientes que consumimos, os quais deveriam ser vitaminas, minerais, proteínas, carboidratos e gorduras. No entanto, com a vida agitada que temos e dita moderna, muitas substâncias são acrescentadas na nossa alimentação e nós nem temos o conhecimento disso. São corantes, acidulantes, fertilizantes, agrotóxicos, conservantes e por ai adiante…
Essas substâncias não são identificadas no nosso organismo e adicionado a isso colocamos também as gorduras trans + modo de preparo inadequado + alimentos que não são bem digeridos e que podem causar alergias alimentares e o somatório disso tudo é realmente uma sobrecarga intestinal e consequentemente prejuizo na absorção.
Além disso tudo, há lactobacilus que vivem nesse intestino e que são os responsáveis pela formação fecal, além de auxiliarem na absorção de certa forma. Com essa sobrecarga há morte desses lactobacilus o que bagunça tudinho.
No meu caso, eu não fui amamentada por muito tempo, acredito que apenas as primeiras semanas de vida. Com isso, já tive uma quantidade diminuída de lactobacilus, além de já bem pequena ter sido introduzido leite de vaca, diluído, mas a proteína é muito grande para um bebezinho,  o que piorou meu caso. Sempre fui uma criança com problemas para evacuar, ou seja, o meu intestino vem desorganizado faz muito tempo. Com isso adicionamos uma carga extra de produtos inadequados que venho consumindo, é isso mesmo, nutri também tem seus dias e seus desejos… Pois bem, com um intestino fraquinho e uma sobrecarga de produtos inadequados o resultado não poderia ser pior: uma absorção inadequada de nutrientes essenciais! Ou seja, um quadro tipico de disbiose intestinal!!!
Gente, sempre que pensarem em cabelo lembrem de zinco, cálcio, ferro e vitamina D. Agora vamos para as fontes que é o que interessa: carnes, folhas verdes, muita couve manteiga (olha ela ai again), brócolis, feijão, frutas e verduras de forma variada, sol… No entanto, no meu caso, como o problema está mais acentuado, diria, optei por um suplemento alimentar com esses nutrientes e o banho de sol de pelo menos 20 minutos por dia em horários adequados com o máximo do corpo exposto… que tal???? Além claro, de uma dieta bem diferente do que venho fazendo: cortei leite e derivados, diminui um pouco o glúten, muitas frutas (5 por dia é o mínimo), pratão de salada no almoço e jantar e muita água…
Meus amores, isso é Nutrição Funcional, mas vale lembrar que cada organismo é diferente do outro e receita de bolo nesse caso pode ser um erro fatal… Agora pensar no intestino como tratamento de questões estéticas, isso sim vale a pena.

Beijo grande a todos e espero que tenham curtido… até o próximo post gente!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Tags: , .

2 Comments

  1. Posted 06/04/2012 at 3:11 PM | Permalink

    Depois de ler esse post,fui até comer uma fruta rsrs
    Cuidar da alimentação é mto importante mesmo! Com a correria do dia-a-dia acabamos nos descuidando, mas isso não pode acontecer. Adorei o post,pois serviu de alerta para todo mundo.

    Beijos!!

    [RESPONDER]

  2. Thaís
    Posted 07/04/2012 at 2:12 AM | Permalink

    Bem…você está certíssima de que a alimentação é um fator mega importante.
    Mas tratando de cabelo, apesar da alimentação ajudar bastante, tratamos de um caso bem mais complexo.
    Tenho queda de cabelo há mais de 8 anos, sempre achei normal mas o “bicho foi pegando” e só há pouco tempo fui diagnotiscada com alopecia androgenetica pelo melhor médico especialista que acredito existir.
    Moral da história…existem casos e “casos”. Pra todas leitoras, procurem o motivo da sua queda e afinamento. Quando mais cedo tratar mais resultados terá.
    Bjs :)

    [RESPONDER]

Post a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked *

*
*

You may use these HTML tags and attributes <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

  • Acesse a loja Amomuito.com

  • @jaquenasgueweitz

     
  • @graquiarelli